sábado, 29 de novembro de 2008

Iguais desigualmente...


Quando sorris, eu sorriu contigo e quando choro, tu choras comigo...
Mas, no fundo, não te compreendo... Umas vezes pareces feliz. Sorrir é o que melhor sabes fazer e sorris...sorris muito...em qualquer altura...por qualquer razão.
Outras vezes pareces triste. Chorar é o que mais te apetece fazer. Mesmo assim, sorris em sociedade e só choras na solidão e no silêncio.
Porque não deixas que te vejam chorar? De que tens medo? Não compreendo...
Não sou capaz de acompanhar.te mas acompanho.te.
Não consigo ter.te mas tenho.te.
És em mim o que pretendo ser.
Estás em mim... No meu tacto, no meu paladar, na minha visão, na minha audição e no meu olfacto.

Tu e eu... Eu e tu...

Somos a mesma pessoa e somos pessoas diferentes!

Sem comentários:

Enviar um comentário