quinta-feira, 2 de julho de 2009

Amar?!

Amar? Para quê? Para por fim me sentir magoada?
Será que já amei? Será que já gostei tanto de alguém ao ponto de deixar de pensar em mim para dedicar os meus pensamentos a outra pessoa? Talvez...
Será que que já dediquei mais tempo a outra pessoa do que a mim própria?
Será que já me preocupei mais com outra pessoa, com o seu bem-estar, com os seus gostos e com a sua vida do que comigo?
Será que já vivi em função de um alguém, tentando fazer com que a vida dessa pessoa fosse um pouco melhor?
Será que já passei noites em claro a fazer planos com um outro ser?
Será que já pensei que não iria conseguir viver se não estivesse com esse alguém?
Será...?
Será isto o amor?!
Esta dependência, esta entrega, esta espécie de obcessão, esta dor intermitente, este sabor amargo, este gosto doce, esta ilusão, esta desilusão?
Será o amor este sentimento que nos eleva às nuvens e no mesmo instante nos faz descer a pique?
Sim...talvez já tenha amado...
Sim...talvez já tenha sofrido...
Não...não quero voltar a amar!
Sim...porque tenho medo...
Não quero saber se é algo de bom que nos faz sentir bem, que nos rejuvenesce, que nos eleva...
Não quero saber se nos faz feliz por uns momentos...não quero! Acho eu...
Para que serve essa felicidade se é efémera?! O sofrimento causado é, em tudo, maior que a felicidade já sentida...não é?
Não quero amar! Não quero apaixonar-me! Não quero sofrer! Porque tenho medo...
Mas como não mando no coração e nos sentimentos...talvez um dia me apaixone...e talvez seja correspondida!

Sem comentários:

Enviar um comentário