segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

O meu mundo...

Metafisicamente, a vida é um processo constante de relacionamentos... Mas este conceito admite diversas definições. O que é, na realidade, a vida?
Eu vejo a vida como tudo o que acontece entre o nascimento e a morte de um ser vivo... E acho que a minha é injusta. Procuro algo. Algo que não sei ao certo do que se trata nem se algum dia irei encontrar.
Vou tentando construir o meu mundo, dia após dia. Quero que dele façam parte outros mundos, outras vidas. E isto é o mais complicado.
Criar um mundo solitário e vazio é fácil. Difícil é construir um mundo como o que eu quero...cheio!
Há sempre algo que me impede de seguir e, quando finalmente consigo dar um passo em frente, vejo-me obrigada a dar dois para trás. Sinto que vivo e viverei sempre neste impasse.
Com o tempo aprendi que o sofrimento faz parte de todo este processo. Até porque, o que não falta na minha vivência é, exatamente isso: sofrimento.
Porque "amigos" têm atitudes que não se espera que sejam sequer capazes...ou porque o amor não acontece...ou porque alguém parte sem deixar uma explicação.
Por vezes desanimo e deixo-me levar pela dor. Outras vezes suporto-a com um sorriso nos lábios para que ninguém dê pela sua presença. Depois ergo-me lentamente, para mais tarde voltar a cair.
Por vezes sinto-me perdida... Sem orientação alguma... Sem destino nem direção. Talvez um dia me encontre e me traga de volta à realidade.
Vou esperar e ver o que mais há para me acontecer daqui em diante...