sexta-feira, 28 de maio de 2010

A maioria das pessoas apenas existe...


Viver é a coisa mais rara do mundo... A maioria das pessoas apenas existe!

É ridícula e, simultaneamente, comum a forma como achamos tão irrevogavelmente que conhecemos as pessoas... Passamos bons momentos, enfrentamos acontecimentos piores ao lado de pessoas que julgamos conhecer e sabemos que precisam de nós. Agimos assim sem pedir nada em troca. Sem cobrar qualquer gesto de carinho, afecto, amizade, amor... As pessoas aproximam-se e a demonstração de carinhos continua por um tempo até que, tudo se desvanece.
Descobrimos que a pessoa não é o que aparentava ser e o que tão bem conhecíamos deixamos de conhecer. De repente o mundo desaba sobre nós e a escuridão consome tudo o que tínhamos adquirido.
Amigos passam a ser conhecidos ou, pura e simplesmente, deixam de falar.
Isto acontece com cada um de nós, dia após dia, a todo o instante.
Não tenho culpa de me entregar rápido demais e ver em cada um o lado bom que tem. Mas tenho culpa de não conseguir ver, também, o lado mais obscuro que todos temos. Uns mais forte, outros menos mas sempre presente em cada um de nós.
Assim, não posso queixar-me por ter criado laços com quem agora age como se eu não existisse...Com quem talvez não merecesse.
Mesmo assim continuo a achar que é uma pessoa maravilhosa, forte, inteligente. Consegue dar a volta por cima quando um outro na mesma situação não conseguiria. Ofereci-te a minha amizade... Aceitaste-a durante algum tempo mas agora já não te faz falta. Agora é a minha vez de aceitar...
Irei aprender a viver com isso!!

Sem comentários:

Enviar um comentário