segunda-feira, 25 de agosto de 2014

É uma pena...

Ontem fui ao concerto do Anselmo Ralph, na Baía de Cascais. Vocês já devem ter ouvido ou lido as notícias sobre isso não? Houve confusão, facadas e feridos...
Eu só não entendo o porquê de pessoas assim irem para sítios cheios de gente onde de certeza estarão crianças, idosos e tudo, uma vez que se tratam das festas da cidade e não só o concerto. E é uma pena que um artista esteja em palco e se veja obrigado a parar o seu concerto para chamar a polícia para determinada zona do público porque já havia pessoas no chão e que ainda tenha que dizer, logo após o agradecimento por ter sido bem recebido, que se é para fazer aquelas coisas então não vão a festas onde há crianças. "Vão para casa" dizia ele e com toda a razão do mundo! Não só é uma pena que ele próprio tenha que ter dito essas coisas e ter que mandar os seus próprios espectadores para casa pois era uma festa de família e de paz, como foi uma tremenda falta de respeito para com ele. A confusão foi mesmo em frente a ele, perto do palco! Ele próprio chamou a polícia para lá! Eu não acho normal!
Numa sociedade que se diz tão evoluída e tão desenvolvida, em menos de um minuto monta-se este circo e aquela gente transforma-se em homens das cavernas -.-
Agora a versão de quem lá estava...bom era tanta, mas tanta gente que uma pessoa quase não se apercebia do que se passava em volta.
Eu fui com os meus pais e a R*. Os meus pais foram-se sentar onde conseguiram e eu fui com a R* e uma amiga dela (J*) lá para o meio da multidão xD E estávamos bem, sem chatices, tudo a dançar, tudo satisfeito. Até que a R* diz para irmos à praia ter com um amigo dela que estava lá e nós lá fomos. Conseguimos lá chegar sem problemas, a passar no meio da malta, agarradas umas às outras e muito apertadas, mas conseguimos. Passado 2 ou 3 minutos de lá estarmos passa um rapaz por nós a gritar "fight!". Nós percebemos, mas não sabíamos o que vinha depois! É que toda a gente começou a empurrar, a empurrar e tudo a gritar. Eu consegui agarrar a J*, mas não via a R* em lado nenhum, até que a J* também me perguntou por ela. Eu consegui olhar em volta e lá vi a R* que conseguiu agarrar-me o braço. Depois no meio de empurrões fomos contra um rapaz onde a onde de empurrões ainda não tinha chegado que só dizia "calma, meninas, calma" e eu e a J* respondemos ao mesmo tempo "não somos nós!". Porque nós simplesmente não éramos capazes de nos segurar, não havia como... Nós íamos na onda! Depois lá conseguimos subir e sair da praia. Quando olhei para trás vi um espaço enorme no meio da praia...como se houvesse um buraco. As pessoas desviaram-se todas para os lados e abriu-se um buraco sem ninguém no meio. E nesse espaço já andava a polícia de choque! Imaginem só! Em questão de segundos.
Quando chegamos ao cimo da rampa de saída da praia a R* contou que no meio da confusão tentaram tirar-lhe o telemóvel da mão, mas ela puxou. Quando ela puxou, puxaram-lhe os cabelos e ela deu um murro bem dado em alguém (não sabe quem) e largaram-lhe o cabelo portanto suponho que tenha acertado em cheio xD Só deduzimos que fosse uma rapariga porque lhe puxou o cabelo...
Depois saímos daquela zona e passaram imensos polícias por nós e bombeiros com uma rapariga ao colo a sair da praia...não sei o que aconteceu afinal ali no meio.
Nem 5 min tinham passado quando o Anselmo Ralph começou a chamar a polícia e houve outra confusão junto ao palco.
Depois lá consegui ir ter com os meus pais e começamos a sair de lá antes que a coisa azedasse mais. Íamos a meio do caminho quando começamos a ouvir uma "onda" de gritos a chegar ao pé de nós outra vez e vinham pessoas a correr. O meu pai com o susto pegou na mão da minha mãe e disse "foge!". A minha mãe estacou, não andava e perguntava "o que é que aconteceu?", já em pânico. Eu só tive tempo de a agarrar para que se viessem contra ela eu a pudesse segurar. Com isso fiquei na frente dela e ela não via o meu pai que estava dois passos à frente, com a R*. Então ela dizia já com as lágrimas nos olhos "o teu pai?". Eu não sei o que lhe passou pela cabeça na altura, mas ela não andava! Depois o meu pai contou que também ficou parado porque não via a minha mãe (ela estava "debaixo" de mim xD Eu sou mais alta que ela lol). Lá consegui que ela andasse e fomos saindo dali. Não cheguei a perceber porque houve novamente essa onda de gritos e correria, mas passaram por nós mais polícias de choque a correr. Que loucura! Soltaram a bicharada ali só pode!
Bem, lá conseguimos chegar a uma zona com menos gente e onde estava tudo calmo e ainda conseguimos ver o fogo de artifício, que se atrasou cerca de meia hora. Suponho que tenha sido por causa dos "incidentes" que tinham acontecido minutos antes. Lembro-me de que, no caminho até essa zona, a minha mãe quase me esmagava a mão de tanta força que fazia... Estava mesmo nervosa.
Esta gente que foi ali para causar este tipo de coisa não tem mesmo respeito por ninguém, nem educação. O que tem é falta de chapada na cara quando elas deviam ter sido dadas! E olhem que eu não sou nada a favor desse tipo de coisa... É só a minha opinião...

Desculpem o testamento xD Mais alguém esteve nas Festas do Mar ontem ou noutros dias?

P.S. O F* continua sem dizer nada... Idiota :S

2 comentários:

  1. Foi um acontecimento muito triste. Acabei mesmo agr de ver a notícia e sinceramente nem consigo imaginar o pânico. Felizmente conseguiram controlar bem a coisa até.

    ResponderEliminar
  2. eu não fui, mas conheço algumas pessoas que foram do meu querido Alentejo de propósito. só vi o que aconteceu quando passou na televisão apesar de hoje ter sabido que o concerto passou em directo na RFM

    ResponderEliminar